Cingapura – Buddha Temple, Chinatown e Clark Quay

Além de Little India e do Bairro Arabe, cujo rolezinho já contei aqui, Chinatown também é uma visita que não custa nada a pé. Descendo no metrô Chinatown, é só seguir o fluxo. Sim, a Chinatown de Singapura é igual à de toda parte do mundo, lotada e cheia de bugigangas por todos os lados, só que com prédios bonitos e decoração típica bem cuidada.

Por ali, há o Chinatown Heritage Centre, o Sri Mariamman Temple, o Singapore City Gallery, mas a cereja do bolo é o Buddha Temple. Visite todos os andares, cada um tem uma surpresa. O templo é lindo, super bem cuidado e traz uma paz incrível com os mantras tocando o tempo todo. Precisa estar decentemente vestido, mas eles emprestam uma espécie de sarongue para cobrir suas pernocas. Se você sentir uma vontade irrefreável de banhar o Buda, fique esperto porque o correto é não jogar água na cabeça, só nos ombros.

Singapura Buddha Temple

Milhares de budas são lindamente representados no Buddha Temple.

Singapura Buddha Temple

E não faltam oferendas, que até você pode comprar e deixar para seu Buda preferido.

Singapura Buddha Temple

E a iluminação em lanterninhas é fantástica!

Singapura Buddha Temple

Roda a sorte, que uma fézinha não faz mal a ninguém!

Na esquina da Sago Street com a South Bridge, do lado do Buddha Temple comemos um sanduba de cogumelos super delícia no Well Dressed Salad, Bar & Café. Um lugar fofo, barato com comida e sucos naturais e fresquinhos!

De Chinatown dá para ir caminhando para o Clark Quay, passando pelo Business District, a St. Andrew’s Cathedral, o Ministério da Informação com suas portas e janelas coloridas, o Red Dot Museum (dependendo do caminho que você pegar), todos lugares em que não entramos, mas que podem valer uma visita.

Singapura Buddha Temple

Cor e forma no Buddha Temple.

Singapura Chinatown

Lanternas e varandas de Chinatown

Singapura

As janelas e portas mais coloridas de Singapura!

No caminho, se você quiser uns eletrônicos, vá até o Funan Digitalife Mall Singapore, no 109 da North Bridge Road, que fica pertinho da estação City Hall do metrô. São milhares de lojas de eletrônicos e o mais incrível, você pode e deve pechinchar. Não é que você vai conseguir o menor preço do mundo, afinal os produtos são originais e tem um preço mais ou menos tabelado, mas entra aqui, vê preço ali, fala quanto conseguiu lá e dá para chegar num preço justo. Nós compramos uma Gopro pelo mesmo preço que custaria nos EUA, ou seja, quase a metade do preço que custa no Brasil. Achamos um bom negócio e nos divertimos horrores “being a hero”!

E ainda tem tax free que é uma moleza de pegar no aeroporto em terminais de auto atendimento que deviam ser copiados no mundo todo!!!!

Singapura Clark Quay

Clark Quay by day

Singapura Clark Quay

And by night

Singapura Clark Quay

Clark Quay boats!

O Clark Quay é um misto de calçadão com porto, cheio de restaurantes e algumas lojinhas, fontes e muito neon. Dá para ter uma vaga ideia do que foi a movimentação da cidade desde tempos longíquos como centro comercial com rota fluvial e marítima.

É um lugar bem agitado, mas nos pareceu muito turístico e consideravelmente caro para comer. Apenas paramos na Brewerkz Beer, relaxamos, vimos o anoitecer e a transformação do Clark Quay do dia para a noite. Nessa versão foi econômico e gostoso!

Singapura Clark Quay

Muitas fontes e neon em Clark Quay.

Singapura Clark Quay Brewerkz Beer

Brewerkz Beer!!! Porque relaxar no fim do dia é tudo de bom!

Shares 0

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: