Portugal – O Essencial

Portugal tem um patrimônio cultural e histórico de uma riqueza infinita e o que é melhor, quase sempre à céu aberto ou acessível à todos. Além da monarquia, está ali o período da reconquista, que aqui no Brasil pouco conhecemos e dos descobrimentos, que conhecemos um pouco.

Portugal Lisboa Alfama

Os cantos e encantos de Alfama, um dos bairros mais tradicionais de Lisboa

O passado está presente em toda a parte, mas diferentemente do que pode parecer em um primeiro momento, se modernizou e ao contrário de outros países, Portugal não perdeu suas particularidades (as roupas ainda estão para fora, mesmo nos prédios novos!) e mantém uma identidade muito forte e pouco influenciada pelas centenas de imigrantes brasileiros, ucranianos, africanos e chineses que estão por ali. Esta cultura, ainda que seja facilmente identificada por nós, traz muitas surpresas, pois foi totalmente alterada no Brasil.

Clima em Portugal

O tempo em Portugal é praticamente sempre bom, nem muito frio, nem muita chuva, talvez só muito calor no verão, mas para calor tem praia. No norte chove muito no inverno, mas você pode dar sorte como eu, que estive lá por 3 meses desta estação e só vi chover em 2 dias!

Portugal Nazaré

Nazaré, num ensolarado dia de inverno

Como se locomover em Portugal

Portugal é pequeno, fácil de visitar, tem vôos diretos, low cost para todo lado (dá para pesquisar aqui), boas estradas construídas pela União Européia e outras não tão boas, as nacionais, mas que cortam cidades, vilas e aldeias que por si só são atrações e das quais as boas passam ao longe, carros com diárias de aluguel barata (até 15 euros se o aluguel for por períodos mais longos), trens e ônibus, cujos sites (CP e Expressos) são fáceis de consultar. Todas as passagens podem ser compradas pela internet e conexões são corretamente calculadas antes da compra, uma verdadeira facilidade.

Saiba apenas que existem 4 tipos de trens: o Alfapendular, mais rápido e caro; o Intercidades, menos rápido e menos caro; o Regional, com inúmeras paradas e mais baratinho; e o Suburbano, para proximidades e com mais regularidade.

Somente os Açores e a Madeira ficam mais distantes, mas há vôos regulares tanto para uns quanto para outros.

Portugal Lisboa Sé

Sé de Lisboa

Como são as hospedagens em Portugal

Portugal está extremamente voltado ao turismo e tem milhares de opções de hospedagem, das mais caras e sofisticadas, passando por uma gama enorme e acessível de hotéis medianos, hostels considerados os melhores do mundo e a mais barata de todas, as pensões ou casas de família que podem ser uma louca aventura, quase sempre boa e rica já que o contato com os costumes locais vale ouro.

Os hostels são incríveis! Muito mais em conta e muito mais arrumadinhos do que em outros lugares da Europa. Você fica muito bem por cerca de 15 euros.

Gastronomia Portuguesa

Pensou Portugal, pensou bacalhau, certo? Certo, mas os portugueses até acham graça quando descobrem que aqui no Brasil vende-se “bacalhau do Porto” já que nos mares de Portugal não existe bacalhau. Em Portugal também se come bacalhau da Noruega!

Mas só em Portugal há mais de 500 receitas de bacalhau. Saia do “gomes de sá” ou da “batata ao murro”. Experimente o bacalhau com broa, o único que eu gosto (!!!) e que ninguém sabe fazer aqui na filial tropical, o com couve, o com natas… ouse!

A gastronomia portuguesa, aliás, é de tirar qualquer balança do sério.

As sardinhas assadas são um tabu para os brasileiros. Coisa de pobre! Não comemos nem sardinha em lata, acha que vamos pagar sardinha em euro??? Pois deveríamos. Sardinha assada é uma delícia, não tem nada a ver com a de lata, é super saudável e, embora em euros também fosse há algum tempo coisa de pobre, anda super na moda!

Outra delícia portuguesa é o polvo à lagareiro, feito no forno, mergulhado em azeite.  Azeite, azeite, azeite, viva as oliveiras!!! Se der uma passada nas cidades praianas, não deixe de provar. E se tiver por ali, também invista nas ameijoas fresquinhas, um belo fruto do mar. E os caracóis com cervejinha

Portugal Lisboa

Caracóis em Lisboa

Claro que tudo que vem do mar é bom ali e existem muitos peixes super bem preparados como o carapau, o peixe galo, a perca, o linguado, além de receitas servidas numa panela especial chamada cataplana e que faz uma espécie de moqueca. Sem falar na açorda de ovas, uma delícia de pão com ovas e sei lá que outros temperos!

Outra especialidade portuguesa é a carne de porco, que varia no preparo conforme a região, podendo ser servida com migas – uma outra coisa feita de pão e que é delicioso e típico do Alentejo -; com molhos; ou, minha receita preferida, lombo com amêndoas portuguesas, umas gordinhas maravilhosas e diferentes das nossas.

A alheira, uma coisa na qual fiquei viciada, é uma linguiça de carnes de aves e que, garanto, é bem melhor nos lados do norte. E ainda tem o exótico (para nós) arroz de pato.

Sem falar nas sopas, baratíssimas, em torno de 1 e 2 euros, e que é servida em todos os lugares, em todas as épocas do ano.

É bom saber que bife da vazia é um bife de contrafilé, que prego é um bife no pão ou prato, que féveras e bifanas são bifes de porco e que chouriço ou enchido é o que chamamos de linguiça. Fique atento porque em Portugal o couvert é cobrado por unidade, se não quiser comer, basta avisar, não tem tempo ruim.

Os queijos são divinos e o da serra da estrela é para se comer de colher, com umas torradinhas e uma bela geléia, de preferência de tomate. Entra no hall de sobremesas típicas como o pão de ló, o pastel de nata, o leite de creme, a baba de camelo, o pudim, o bolo de arroz, a bola de belém e, enfim, a lista é maravilhosamente infinita.

Portugal Porto Cave Vinho do Porto Grahams

Cave de Vinho do Porto Grahams

As bebidas são capítulo à parte: vinho do Porto, vinho verde, vinho do Douro, do Minho, do Alentejo, Ginjinha, Licor Beirão, Moscatel! Sem falar no Mateus Rosé, que tem essa linda garrafinha patenteada.

O que Comprar em Portugal

As lojinhas de rede que todo mundo gosta estão todas lá a preços camaradas, o país tem mais shoppings por metro quadrado do que o Brasil, e Portugal ainda tem outros produtos excelentes que a gente não sabe bem como os sapatos e os jeans.

Algumas marcas portuguesas bacanas: Fly London com botas de tirar o chapéu; Seaside com sapatos baratinhos; Salsa com jeans inovadores e premiados, especialmente para grávidas; Parfois com sapatilhas, bolsas e bijouterias; Claus Porto e Confiança com sabonestes sensacionais; Hardcorefofo com produtos hardcore fofos vendidos pela internet, entre outras.

Sem falar nos queijos, vinhos, licores, cortiça, azulejos, artesanato que não posso listar marcas porque seriam mais ou menos infinitas. Não interesssa, não saia com a mala lotada do Brasil!

Música e Cultura Portuguesa

Ouve-se muita música brasileira e é até difícil saber o que existe além do fado. Dizem que o português de portugal não é tão sonoro quanto o brasileiro, já que dizemos braziu e não brasilllll e cortamos todos os erres dos finais das palavras, fazendo tudo rimar. Não sei não, porque eles escutam muito do que temos de pior, tipo tchu tcha e ai se eu te pego, além de axés dos anos 80!

Os Quimbarreiros são os tocadores de música popular, tipo um sertanejo brega, sei lá. Quer dizer, quimbarreiro virou um gênero, mas o Quim Barreiros é uma pessoa! É engraçadíssimo e nas festas dos santos toca-se muito, é ótimo para estabelecer alguma identidade. No Cais de Sodré no dia de Santo Antônio tive meu primeiro contato com os quimbarreiros em versão eletrônica promovida pelo DJ Tony (lê-se tôní), muito bom!

E na mesma ocasião conheci o Ena Pá 2000, uma banda de rock (?!) engraçadíssima cujo líder Manuel João Vieira é um doidão que já foi até candidato à presidência ou mais ou menos isso, dá uma olhada na figura ai no oráculo! O cara encarna vários personagens, entre os quais o óoootemo Orgasmo Carlos!!! As letras são super criativa: “vida de cão” e “és cruel” são excelentes para conhecer o outro lado de Portugal. Adoro!

Portugal Porto Casa da Mariquinha Fado

Fado na Casa da Mariquinha

Em matéria de fado, Amália Rodrigues é e sempre será o clássico, mas Mariza e Carminho são os grandes nomes da nova geração. Depois de ver o documentário Mariza e a História do Fado fiquei ainda mais encantada com o gênero, com a história, veja se encontra. Não deixe em nenhuma hipótese que seus preconceitos te impeçam de ver um fado como se deve, de preferência nos seus últimos dias, quando já absorveu a cultura (para se arrepiar) e está mais acostumado com o sotaque (para entender as letras e, talvez, chorar um pouquinho).

David Fonseca é o rapaz da cena pop atual e já teve show dele até no Studio SP!

Agora minha música preferida é Sexta-feira (emprego bom já) do Boss Ac: “no bolso não trago um tostão, alguém me arranje um emprego bom, bom, bom…” ah e o Marco Paulo era meio como nosso Cauby Peixoto, mas “eu tenho dois amores, que nada são iguais, mas não tenho a certeza de qual eu gosto maaaais” é muito bom!!! Olha o McDonalds que espertinho…

Em matéria de cinema, não vi nada e nem sei o que acontece, mas vejo tudo com décadas de atraso, então mea culpa, mas tem muita informação neste blog muito bom aqui, para quem quer saber mais. Na TV e teatro muita coisa é brasileira e não sei por qual razão copiaram “Malhação” (!!??!?!?) e a versão portuguesa “Chocolate com Morangos” já tem também umas 30 temporadas…

Portugal Lisboa Fernando Pessoa

Pessoa em Lisboa

Na literatura os clássicos nunca saem de moda e muita coisa faz sentido depois de você passar pelos cenários dos livros, mas o grande maestro sempre será Fernando Pessoa. Aproveite para revisitá-lo (ou apresentar-se à ele). Tem um ótimo guia que desvenda a Lisboa de Pessoa o “Lisboa em Pessoa”, cujo apropriadíssimo slogan é “A melhor forma de conhecer Lisboa é ter a companhia de quem a conhece bem” e que ainda engloba uns pitacos de outros autores.

Se der, também se apresente ao Pascal Mercier. Ta, ele não é português, mas o seu “Trem noturno para Lisboa” é um dos meus livros preferidos e depois de andar por Lisboa resolvi reler e me senti praticamente no corpo do personagem! Sensacional. Mas dá para andar pelo corpo de muitos personagens de José Saramago à Mia Couto, de Eça de Queiroz a Camões está tudo lá.

O que mais sobre Portugal?

Lisboa é a porta de entrada, Fátima, Óbidos, Cascais, Sintra, Coimbra, Porto e Évora são as cidades mais visitadas, mas há muuuuuito mais. Assim como no Brasil, o norte, o sul, o interior, o litoral, tudo é diferente, tem sotaque, tem pratos especiais, características próprias, mas ao contrário do Brasil, tudo pode ser visitado numa única vida e talvez numa única visita. Barcelos, Guimarães, Braga, Elvas, Nazaré, Alcobaça, Tomar, Algarve, Piódão, Setúbal, aldeias onde podem ter nascido seus ancestrais, a Serra da Estrela onde é possível esquiar, o Parque do Gerês que faz divisa com a Espanha, o caminho de Santiago de Compostela português… e você que pensava em só passar uns 3 dias por ali…

O resto segue em pílulas!

Shares 3

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. novembro 25, 2012

    […] não anunciadas )por causa do óbvio pouco espaço) de gente já muito conhecida, como a Carminho (leia um pouco mais sobre o fado aqui). Nossa noite lá foi tão boa que teve gente que saiu da casa de guitarra nova e até o perdido […]

  2. julho 6, 2015

    […] Source […]

  3. dezembro 9, 2016

    […] Source […]

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: