Porto – Primeiras impressões e o transporte

Dificílimo falar desta cidade. Última parada da minha aventura atlântica, a cidade Invicta (ou Imbicta, como se diz por lá) que nunca foi destruída e deu nome à Portugal, pela qual é impossível não se apaixonar.

Confesso que minha primeira impressão da cidade, se não foi ruim, também não foi nada demais. Acho que isso teve relação com o meu próprio momento pessoal, que não era dos melhores, mas também com nossa localização.

Nosso lar naqueles 3 meses foi o Hotel Premium, hotel muito bom, com excelente custo-benefício, pessoal mais do que atencioso (salve Andreia, Jorge, Angela!) e um bar agradável.

O hotel fica super bem localizado, a alguns minutos andando da Rotunda da Boa Vista, da Praça dos Aliados, da Estação São Bento, das estações Lapa, Marques e Trindade do metrô, mas numa ruazinha pequenina, a Travessa Antero de Quental, suuuper tranquila nos finais de semana, quando chegamos, o que deu aquela sensação de que a cidade seria uma eterna calmaria, beirando à chatice. Mais do que isso, saindo do verão de janeiro no Brasil, fomos parar naquele frio, chovendo, todo mundo encarapitado em suas casas….

Portugal Porto Casa da Musica

A esplendorosa Casa da Música também fica a poucos minutos a pé!

Além disso, há uma forte rivalidade entre o norte e o sul de Portugal e o Porto é cantado como chuvodo, enevoado, de pessoas brutas e mal humoradas. Até na escala em Lisboa me disseram que se eu ia estudar no norte, era para aprender palavrões…

Iniciada a semana, a coisa não foi muito diferente. A segunda maior cidade do país não tinha movimento! Íamos tranquilamente de ônibus para a Universidade Católica, que estava meio parada também, ainda sem aulas na graduação, e tínhamos nossas aulas no lindo prédio da Business School…sozinhos.

Aqui cabe um parêntese. O sistema de transporte público da cidade é ótimo . O metrô (lá se diz métro) é novinho, vai para todo lado, está sempre confortável, um sonho para qualquer paulistano. Em todos os pontos de ônibus (lá se diz autocarro) tem os horários e itinerários, facílimo e muito pontual (e também pode ser visto na net). O único problema é comprar o passe, uma operação muito delicada.

Primeiro você deve saber que existem 3 tipos de passe, chamado de Andante e que parece um pouco com o Bilhete único e serve para ônibus e metrô. O azul ou ocasional, para você carregar quando e quanto quiser, o tour de 24 ou 72 hs e o mensal ou Gold. Você compra o cartão azul nas estações, nas máquinas, nos Payshop que se encontra em qualquer lojinha e até em caixas eletrônicos, mas o mensal só em algumas estações que possuem Loja Andante, com passaporte. Fica pronto na hora, mas só interessa para quem vai ficar bastante tempo.

O de 24hs custa 7 euros, o de 72hs custa 15 euros, ambos para viagens livres. O ocasional custa 0,50 centavos e o gold, 5 euros e só precisam ser comprados uma vez.

Portugal Porto Andante

Cartão Andante para o ônibus e metrô e o do CP para os trens para os arredores

Portugal Porto Metrô

Uma ajudinha para se encontrar…

Portugal Porto Metrô e ônibus

Mais uma ajudinha na locomoção!

No azul, cada 10 viagens da mesma zona carregadas de uma vez, dá direito à mais uma, gratuita. Mas ai é que está.

Porto está dividida em zonas de N (norte do eixo IC24, que é uma estrada), C (tudo entre a IC24 e o Douro) e S (sul do Douro) e cada uma vai de 1 a 10. Uma Z indica que você pode andar por todas aquela zona onde está e mais naquelas que fazem fronteira. Você deve saber ANTES de embarcar aonde está e para onde vai e comprar o título corretamente, sob pena de pagar uma salgada multa. Os preços das viagens variam de acordo com a zona e, nos casos dos ônibus, são muito mais caras se pagas diretamente para o motorista, sem cartão.

Se você tiver um andante ocasional carregado para uma zona e for para outra, deve carregar um título extra. Tome cuidado, pois se apenas adicionar, você acaba carregando para a mesma zona que já está carregado e corre o risco de multa.

Assim, por exemplo, Vila Nova de Gaia está na zona S2; Casa da Música, Trindade, Bolhão, Marquês, o centro em geral, o funicular, Estádio do Dragão e Estação Campanhã (para trens para Lisboa, norte e Espanha) zona C1; a Foz e Sete Bicas (Norte Shopping) estão na C2; Matosinhos está na C3; o aeroporto na C4 e o Vila do Conde (outlet) na N3.

Portugal Porto Foz Universidade Catolica do Porto Business School

Os dias na Universidade foram meio duros, mas os fins de tarde nunca deixaram a desejar…

Nem nos ônibus nem nos metrôs há catracas e em muitas estações não há nem ninguém e cabe à você validar seu cartão. Não seja bobo querendo ser esperto, SEMPRE há fiscalização.

Portugal, como já disse antes, pode ser visitado todinho de carro. As estradas são boas e vão para toda parte e é uma boa pedida para quem vem de Lisboa, assim como os trens, cujas estações de chegada, Camapanhã e São Bento são peto de tudo e tem metro, assim como o aeroporto.  Se quiser ir direto do Brasil, algumas empresas operam voos diretos, mas apenas em alguns dias da semana, nos demais é preciso fazer escala em Lisboa, muito simples.

Voltando aos dias tristes, as árvores estavam meio peladas, todo mundo andava cheio de roupas pesadas e escuras e eu, definitivamente, não tinha o menor pique para estudar. Começava a acreditar no que todos os portugueses do sul costumam dizer sobre o norte, que a cidade era cinza, triste.

Portugal Porto Ribeira

Ribeira, um lugar para visitar muito mais de uma vez!

Passei a primeira semana inteira sem tirar uma única foto, sem qualquer animação e sentindo que os meses que vinham pela frente iam se arrastar.

Não bastasse tudo isso, logo nos primeiros dias passei super mal, não conseguia comer nada e mal saia do quarto. Nessas horas é que damos valor ao seguro viagem, essencial no mínimo para termos certeza de que não temos nada grave e tomarmos um sorinho para recuperar a energia. Eu nunca viajo sem, embora nunca tenha usado antes. Vale. Sem ele teria gasto mais de 300 euros em médico numa única tarde. A diversão é que conheci lá na emergência uma brasileira simpaticíssima que me deu várias dicas sobre a cidade e sobre Portugal.

Um belo dia resolvi conhecer os arredores da universidade. Tudo mudou e comecei a me perguntar por quê esta cidade estava fora de tantos roteiros. Além de linda e barata, a comida é maravilhosa e o povo é atencioso, conversadeiro. Nunca vou cansar de recomendar a visita. Tenho tanto a dizer que seguirei em pílulas.

Mais do Porto:

Estádio do Dragão

O exótico Centro

Ribeira e Vila Nova de Gaia

O maravilhoso Centro

Foz, Matosinhos e Onde Comer

Expressinha Porto

Casa da Música, Casa Aleixo, Casas de Compras

Shares 2

Você pode gostar...

6 Resultados

  1. accounting companies in london disse:

    Wow, ԝonderful weblog layout! Hߋѡ lengthy have you been blogging for?
    you make blօgging look еasy. The full glance of
    your website is fantastic, as smartlү as the content!

  1. janeiro 9, 2015

    […] Primeiras impressões e o transporte […]

  2. setembro 20, 2015

    […] Primeiras impressões e o transporte […]

  3. setembro 20, 2015

    […] Primeiras impressões e o transporte […]

  4. setembro 20, 2015

    […] Primeiras impressões e o transporte […]

  5. setembro 20, 2015

    […] Primeiras impressões e o transporte […]

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: