Porto – O exótico centro

As regiões queridinhas do Porto são, claro, a Foz, com seu beira-mar para sonhar, e a Ribeira, com seus bares e restaurantes nas lindas margens do Rio Douro e de frente para Vila Nova de Gaia e suas muitas caves de vinho (do Porto).

Mas o Centro mora no meu coração. Com aquele ar de tempos passados e sua inevitável melancolia que num primeiro momento me fizeram pensar que essa era uma cidade meio deprê, aos poucos me revelou suas maravilhas, num misto de cantinhos escondidos e lojinhas malucas. Aqui indico somente lugares diferentões, lojinhas descoladas e as baladas mais lado B possíveis.

Como eu conseguia visitar o Centro à pé de onde morei, fiz inúmeras caminhadas por ali. Sei que a maioria das pessoas não terá esse tempo ou paciência, mas tudo bem, basta você para se aproveitar dessas dicas! Com uma tarde (ou um dia, por que não?) já dá para conhecer um bocado de coisas! 

Tradição das Capas Pretas no Porto

Se tiver com um pouquinho a mais de tempo e um pouquinho a mais de disposição, desça no metrô Lapa e comece a descer para o centro com uma parada rápida para conhecer a Igreja e o cemitério da Lapa, onde está enterrado Camilo Castelo Branco. Dali siga até a tranquila Praça da República e faça uma parada estratégica na loja Capas Negras – Centro de Tradição Acadêmica, no nº 181., para aprender o que são as capas pretas que você topar por ai.

Portugal Porto Praça da República

A simpática e pacata Praça da República.

Essa é uma tradição curiosíssima de Portugal que começou, na verdade, em Coimbra, mas se espalhou (saiba mais aqui). Todos os alunos das universidades usam longas e pesadas capas pretas (não em todos, mas em muitos dias), assim como pastas e outros apetrechos específicos para cada universidade. Eles vão caracterizando com emblemas, fitas e cores desde a praxis, que é mais ou menos como nosso trote quando se entra na faculdade, mas que dura muuito tempo e requer colaboração em musicais, vendas de artesanato e outras atividades que contribuem para a formatura ou para a queima das fitas, no final dos cursos.

Desconfio que não estou explicando bem, pois mesmo após meses ouvindo explicações, essas tradições precisam ser vividas para serem completamente compreendidas. Resumindo, no final do curso os alunos saem pelas ruas enchendo a cara com cajados, cartolas e caldeirões onde queimam as fitas que simbolizam os cursos e rasgam as capas em locais simbólicos.

O louco é que vira e mexe você encontra os alunos em capas pretas andando pelas ruelas e outros momentos sinistros, numa coisa muito….Harry Potter. E não é que a J.K. Rowling morou no Porto antes de escrever a saga? É o que diz a wikipedia. Comecei a ver as influências em tudo!

Portugal Porto Tradição Acadêmica

Eles andam assim para baixo e para cima!!!

Portugal Porto Tradição Acadêmica

Hogwarts é aqui!!! (no metrô do Porto em uma tarde qualquer)

Um roteiro excêntrico e à pé pelo Centro do Porto e suas lojinhas

Saindo dali há muitas opções. A mais exótica é voltar até a estação de metrô da Lapa, atravessá-la (o lugar é tão inóspito, que a própria estação é uma atração), descer pela Travessa da Figuerôa onde no nº 94 fica o sebo Varadero, e pegar a Rua da Cedofeita.

A região não é muito turística, mas tem alguns lugares bacanas para serem conhecidos. O primeiro é a Igreja da Cedofeita , que fica numa pracinha bonitinha. Logo ali pertinho, na Sacadura Cabral, praticamente esquina com a Cedofeita, fica o Lado B , um café muito agradável, com uma famosa francesinha e um ambiente todo musical.

Voltou para a Cedofeita, praticamente na esquina nº 511 está a CDGO , uma loja de música suuuper bacana, linda, com gente que entende do assunto para te ajudar, cds, vinis, espaço para esposições e até espaço para crianças!

Continuando em frente vai passar por vários sebos – lá chamados de alfarrabistas – cheios de pérolas, dos quais meu preferido é o Candelabro, no nº 471.

Seguindo, seguindo, seguindo, vai chegar à parte mais comercial da Rua da Cedofeita e vai cair na Praça de Carlos Alberto, onde aos sábados rola uma feirinha deliciosa, com mais vinis, roupas, artesanato, pufes e, além de tudo, vários cafés se quiser apenas sentar e ficar olhando.

Portugal Porto Estação da Lapa

É assim mesmo, para chegar na a Estação da Lapa do Metrô pela Igreja você entra numa ruela, atravessa um terreno baldio e chega à isso que está mais para parada de ônibus. Para chegar na Cedofeita, atravessa o trilho e desce pelo lado desse prédio que parece abandonado ali atrás e que é de Álvaro Siza, do you believe??

A rota um pouco menos exótica é atravessar a praça e descer a rua do Almado. A rua, estreita como manda a tradição, é um pouquinho mal tratada e também pouco turística, mas esconde algumas das lojinhas mais legais do Porto. A começar pela MGM no nº 252 com apetrechos para casa, depois a linda Nove Vidas, no nº 291, com lindos quadros, a excelente Retrato do que vejo, no nº 415, com camisetas pintadas à mão cheias de referências ao peculiar sotaque da cidade e bijus super originais como os colares de bigodinho (a cara do Porto e que já faziam sucesso ali muito antes de tudo), e a Casa Almada, no nº 542, uma loja cheia de design.

Se você começar o roteiro pela Avenida dos Aliados com Praça da Liberdade vai chegar aos cartões postais da linda Câmara Municipal, o excelente Café Guarany e o exótico Mcdonald’s Imperial, que merece pelo menos uma olhada (se você ainda estiver vindo da Igreja da Lapa, virar à esquerda na rua Gonçalo Cristóvão no fim da praça e descer a Rua de Camões para chegar à Igreja da Trindade – em cuja fonte tive uma experiência espiritual indescritível e gelada).

Portugal Porto Feira Praça Carlos Alberto

Feirinha dos sábados na Praça Carlos Alberto, cheia de fofuras…

Portugal Porto Aliados Câmara Municipal

A Câmara Municipal.

Da Praça Carlos Alberto, da Rua do Almada ou da Praça da Liberdade ainda é possível dar uma volta pelas Ruas da Conceição e de José Falcão, cheias de livrarias, lojinhas como a Lá de casa, restaurantes e cafés e chegar pela José Falcão até a Praça de Guilherme Gomes Fernandes, onde há uma feira do livro permanente.

Para baixo na José Falcão você vai chegar na Rua das Carmelitas onde fica a Livraria Lello, belíssima mas que não considero das mais bem servidas em termos de livros mesmo e que também não é provida dos atendentes mais simpáticos. Está sempre na lista das mais incríveis do mundo.

Bem ao lado, no nº 124 fica uma loja super fofa para uns presentes e, no segundo andar que você não deve deixar de visitar em hipótese nenhuma, fica uma Vida Portuguesa, uma loja que resgata tradições e vende apenas produtos típicos portugueses. Tá certo, os precinhos são salgados, principalmente dos artesanatos, mas lá você encontra alguns produtos comestíveis como sardinhas e farinhas em embalagens únicas, além dos super maravilhosos e cheirosos sabonetes Confiança e Claus Porto.

Dali, pode descer até a Igreja e Torre dos Clérigos, que pode e deve ser visitada por 2 euros, (mas que fecha durante o almoço) ou continuar em frente passando pela Igreja das Carmelitas, Reitoria da Universidade, Palácio da Justiça, Centro Português de Fotografia e chegar ao Campo dos Mártires da Pátria, que tem um belíssimo jardim e mais um monte de excelentes restaurantes.

Night e Baladas no Centro do Porto

Na Praça de Dona Filipa de Lencastre ficam dezenas de cafés e bares para o esquenta da noite, animadíssmo.

Pode não parecer, mas a night do Porto é super agitada! Começa lá pelas 20hs, quando a galera sai para jantar e fica, fica, fica… Eu não sei como o pessoal aguenta jantar francesinha e ficar na balada até a manhã seguinte, mas funciona.

A região do Centro tem diversas baladas legais como a simpática e barata Plano B na Cândido dos Reis, 30, a enorme Vila Gaia na Rua do D. Magalhães Lemos, onde toca de tudo e a entrada é consumação, e a minha sempre favorita, Tend’nha na Rua Conde da Vizela, 80.

A Tend’nha é mais rock’n roll, menor, com bom som, mas só começa a pegar depois das 4 da matina. Sim, depois das 4. É osso, né? E pior, depois das 5hs fica insuportavelmente lotada, mas dá para curtir. Era para onde eu queria ir em todo fim de noite e me parecia sempre o melhor momento.

Essas são apenas algumas sugestões. A Baixa, como é conhecida a região, tem de tudo e para todos os gostos, só acho que na modalidade paquera a coisa é fraquíssima, não por falta de beleza, mas por motivos culturais  os portugueses são meio acanhados.

Portugal Porto Mcdonalds Imperial Praça dos ALiados

Se Hogwarts tivesse um McDonalds, não seria assim? Entra lá para ver que por dentro também é diferente do padrão Ronald!

 

Mais do Porto:

Estádio do Dragão

 Ribeira e Vila nova de Gaia

O maravilhoso Centro

Foz, Matosinhos e Onde Comer

Primeiras impressões e o transporte

Expressinha Porto

Casa da Música, Casa Aleixo, Casas de Compras

Você pode gostar...

8 Resultados

  1. What’s up colleagues, its great article
    concerning cultureand completely defined, keep it up all the time.

  2. I appreciate, lead to I discovered just what I used to be having a look for. You have ended my four day lengthy hunt! God Bless you man. Have a nice day. Bye
    [url=http://www.highland2007.com/0208/1328.htm]http://www.highland2007.com/0208/1328.htm[/url]
    http://www.highland2007.com/0208/1328.htm

  1. janeiro 9, 2015

    […] O exótico Centro […]

  2. setembro 20, 2015

    […] O exótico Centro […]

  3. novembro 14, 2015

    […] O exótico Centro […]

  4. novembro 25, 2015

    […] O exótico Centro […]

  5. janeiro 4, 2016

    […] O exótico Centro […]

  6. janeiro 11, 2016

    […] O exótico Centro […]

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: