Expressinha – Porto

Avião : há poucos vôos diretos do Brasil, mas há. Senão, escala rápida em Lisboa pela TAP, TAM e Iberia. Porto é a principal saída e chegada low cost do país. A Ryanair, Easyjet e Transavia operam na cidade e mesmo pela TAP dá para encontrar bons preços, mas para qualquer destino low cost, necessário comprar com antecedência e não esqueça que em geral só permitem levar uma mala de até 10kg. Mais do que isso, paga à parte.

Trem : há trens quase de hora em hora de e para Lisboa por cerca de 30 euros. O AlfaPendular é o mais rápido e demora mais ou menos 2h30. O Intercidades demora cerca de 3hs e o regional, menos frequente, um pouco mais que isso. É possível pegar e descer nas Estações Santa Apolônia ou Oriente, dependendo de onde você estiver ou for em Lisboa e da Campanhã chega-se facinho a qualquer lugar do Porto, sendo que alguns param no centro, na estação São Bento. Do Porto também é simples ir para Vigo e Santiago de Compostela na Espanha, no máximo 3hs e para as cidades de Barcelos, Braga, Guimarães, Aveiro e Viana do Castelo há no máximo 2hs. Para outras cidades do país também há trens, mas mais demorados e eventualmente com baldeações. Fátima fica mais acessível de ônibus.

Compre as passagens sempre pela internet, em geral sai mais barato. E confirme se há desconto para estudantes ou idosos, em geral há. Se for preciso pegar mais de um ônibus para seu destino, compre de uma vez, tem desconto e o horário é bem acertado.

 Yes Porto Hostel no centro, com café da manhã e tudo Oporto Poets Hostel, no centro, todo equipado. Hotel Premium  no centro, confortável e acessível. Yeatman  em Vila Nova de Gaia, chiquérrimo. Hotel Boa Vista,  na Foz, alto padrão.

 

Matosinhos: entre as ruas  Herois de França, Serpa Pinto e Roberto Ivens há dezenas de restaurantes, todos ótimos para peixes e frutos do mar; Confeitaria Maurícia  – Rua Brito Capelo, 907, Matosinhos – padaria e confeitaria, croissant e pão-de-ló são as estrelas.

Centro: Café Majestic  – Rua Santa Catarina, 112, Baixa  – café e doceria, maravilhoso bolo de chocolate; Gazela – Largo da Batalha, Travessa Cimo de Vila, 4, Baixa – lanches, sensacional e único cachorro quente; Santiago  – Rua de Passos Maniel, 226, Baixa – lanches, a melhor francesinha do Porto; Casa da Mariquinhas  – Rua São Sebastião , Baixa – comida caseira e com fado, maravilhoso filete com amêndoas crocantes; Café Guarany  – Praça da Liberdade, Baixa – café e almoços;

Foz: Rainha da Foz  – Rua do Diu, 299, Foz – comida caseira, bom preço, deliciosa alheira no forno; Varanda da Barra  – Rua  Paula da Gama, 470, Foz – comida italiana e pizzaria, muito boas massas; Tavi  – Rua da Senhora da Luz, 363, Foz – comida mais sofisticada, boa esplanada de frente para o mar, dá para matar a saudade de um bom shimeji na manteiga; Praia da Luz  – Praia da Luz, Foz – peixes e frutos do mar, muito bons pratos do dia e drinks à beira mar; Shis  – Praia do Ourigo, Foz – comida contemporânea de excelente qualidade num lugar maravilhoso e com ambiente romântico. Necessário reservar.

Ribeira: Beira Rio  – Avenida Diogo Leite, Vila Nova de Gaia – comida caseira, peixes, ótima sangria; Bacalhoeiro – Avenida Diogo Leite, 74, Vila Nova de Gaia – bacalhau em diversas receitas; Rabelos  – Avenida Diogo Leite, 68, Vila Nova de Gaia – peixes e outras receitas com vista para o rio no segundo andar.

Outros: Grão D’Ouro  Rua da Constituição, 1064, Centro/Boa Vista – comida caseira, bom preço, excelente bife de novilho; Casa Aleixo  – Rua da Estação, 216, Campanhã – peixes, experimente a açorda de tamboril!.

Ninguém pode sair do Porto sem passar pela Casa da Música   e preferencialmente fazer a visita guiada. Nem pela Ribeira e caves de vinho do porto   em Vila Nova de Gaia, especialmente a Taylors e a Grahams, passando pela Ponte Luis I. Estação São Bento, Clérigos, Bolsa e Sé valem muito a pena, mas faltou tempo, corre para a Capela das Almas .


A noite do Porto é uma das mais animadas e a cidade tem tantos ou mais baladas que Lisboa, mas com um preço bem mais camarada . É para aproveitar, mas tem que ter pique, pois o movimento começa somente depois das 2hs. A comida no Porto também é tão maravilhosa como em qualquer lugar, mas mais barata . Não saia sem comer: queijo da serra da estrela, bacalhau, alheira, uma boa vitela, lombo com amêndoas portuguesas, pastel de nata, pão de ló, filetes, arroz de polvo, leite de creme, bolo de arroz, francesinha, licor beirão, moscatel, vinho, vinho, vinho, vinho. Tudo isso não vai te custar nem metade do que você planejou.

Música e Vinis: CDGO  – Rua da Cedofeita, 511, ótima, diversos estilos, bem arrumada; Feirinha da Praça Carlos Alberto , aos sábados, para caçar; Centro Comercial da Cedofeita , com sorte para rock.

Vestimenta e presentes: Outlet da Vila do Conde  – pegar o microônibus gratuito na estação Vila do Conde – tem um bagunçado El Corte Inglês, Calvin Klein,Reebook, entre outras; Rua Santa Catarina e Shopping Via Catarina  – Metrô bolhões, Trindade e diversos ônibus – todas as lojas de rede e muitas de rua para sapatos, lembrancinhas, malas; Norte Shopping   – metrô Sete Bicas – enorme, com todas as redes; Shopping Dolce Vita  – metrô Estádio do Dragão – menor e mais bagunçado, mas em frente ao estádio, bom para gastar o tempo; El Corte Inglês  – Vila Nova de Gaia – diversas marcas, para concentrar compras de diferentes artigos;  Vida Portuguesa  – Rua das Carmelitas, 124, ao lado da Livraria Lello – artigos típicos

Alternativos: Rua do Almado: MGM  no nº 252 com apetrechos para casa/Nove Vidas, no nº 291, com lindos quadros/Retrato do que vejo,  no nº 415, com camisetas e bijus super originais do Porto/Casa Almada,  no nº 542, uma loja cheia de design; Praça da República: Capas Negras Centro de Tradição Acadêmica do Porto  – capas, caldeirões, cajados, fitas para quem está na universidade

Livros: Livraria Lello  – Rua das Carmelitas, 144; Arredores da Rua José Falcão e Ceuta com dezenas livrarias, muitas especializadas; Rua da Cedofeita – diversos sebos entre os quais o lindo e ótimo Candelabro

Vinhos: Caves de Vila Nova de Gaia  nesta ordem de qualidade Taylors, Grahams, Ferreira, Croft, Ramos Pinto, Companhia Real, entre outras; Lojas da baixa e em hotéis ; Supermercados  Pingo Doce, Frizz e Continente, pode ser até os de 1,50, todos são bons.

O Porto tem rio, praia e parque. Mas é tudo meio dentro da cidade. No rio  só dá para contemplar, ler, descansar. E para isso, aconselho ir até Vila nova de Gaia, normalmente mais calmo, ou pelo menos sair do burburinho da Ribeira. Para praia a Foz  serve para caminhar, andar de bike, skate e roller e até surfar. Para aproveitar um pouco do verde, Parque da Cidade , ali entre a Foz e Matosinhos. O parque é meio pequeno e cercado de avenidas, mas indo mais pro miolinho dá para curtir uma paz, namorar e até fazer um piquenique. Se quiser conhecer ali perto alguns lugares bem mais natureza, aconselho ir à Braga e ao Parque do Gerês.

O melhor pôr-do-sol  do Porto é na Foz . Lindo, quase sempre imenso e rosa. Mas também é bacana lá de cima da Vila Nova de Gaia,  mais laranja e bucólico com barquinhos.

 

Porto é uma cidade tradicionalíssima . Falta aquela suingueira dos povos de outras partes. Ta, tem sua dose de brasileiros, chineses e indianos, mas afinal estamos mesmo por todo lado. O que não tem é aquele bairro gay, aquele bairro dos artistas, aquele bairro de imigrantes. Dificulta a multiculturalidade, mas tem gente querendo fazer o Porto ferver e quase toda essa gente está na noite. O Maus Hábitos  é para mim o melhor exemplo. Um lugar múltiplo, que tem várias cenas diferentes, de comida a literatura, de vinil a eletrônico. Nas baladas, música angolana, inglesa, brasileira, americana, moçambicana e todo mundo dançando junto.

A night no Porto ferve muitíssimo. Meu favorito absoluto: Tend’nha – Rua Conde da Vizela, 80, Baixa – rock’n roll após 4hs! Em segundo lugar: Maus Hábitos  – Rua de Passos Manoel, 118, Baixa – eclético, simpático, livre. Na Praça Dona Filipa de Lencastre  ficam vários bares para o esquenta. O Coliseu do Porto  – Rua de Passos Manoel, 134, Baixa – tem shows de grandes nomes e alternativos. O Plano B:  Rua Cândido dos Reis, 30, baixa – é um lugar de todos os estilos. Chill Out – Av. Engenheiro Duarte Pacheco, Matosinhos, ao lado do Porto – eletrônica para relembrar Luanda. Industria – Av. Do Brasil, 835 – e Twins – Rua do Passeio Alegre, 1000, Foz – para quem gosta de eletrônico e clima mais arrumadinho.

 

Shares 11

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. setembro 20, 2015

    […] Expressinha Porto […]

  2. setembro 20, 2015

    […] Expressinha Porto […]

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: