Expressinha? Como isso funciona?

 

Como isso funciona?

Este blog conta histórias de viagens, com todas as dicas, roubadas, fábulas e delícias que sei e que, atenção, podem não corresponder à realidade de mais ninguém! De qualquer forma, sempre podem ter utilidade…

Para os preguiçosos que não querem ler nenhum post mas querem alguma idéia, basta ver para cada destino uma versão super-mega-ultra simplificada – a Expressinha – com as informações básicas necessárias: transporte, hospedagem, alimentação, dicas especiais, lugares imperdíveis, compras, night, natureza, pôr-do-sol, multi-culturalidades, dos ícones ali de cima.

Preciso esclarecer que embora eu adore conforto, hotéis maravilhosos e luxo, prefiro mil vezes dormir num cafofo qualquer do que deixar de viajar. Em outras palavras, se o dinheiro anda curto, economizo mesmo na hospedagem. Sempre vou contar aqui quando a minha escolha for exclusivamente financeira para ninguém se confundir.

De qualquer forma, sempre busco informações nos sites clássicos que nunca falham: Booking,, HoteisHostelworld (este último para o pessoal mais mão fechada, aventureiro ou, como eu, que não aceita ficar em casa) e TripAdvisor, que tem até um super útil aplicativo para Iphone.  Em todos eles haverá muita informação detalhada para uma escolha feliz da sua hospedagem. Não esqueça de ver as avaliações e comentários daqueles que por ali se arriscaram antes de você, vale ouro. Outra saída é o AirBNB onde é possível alugar camas, quartos ou apartamentos inteiros. Aqui no Brasil também fico de olho no Hotel Urbano, que reúne as tão adoradas promoções.

As dicas especiais são aquelas que fazem toda a diferença, mas em todos os pontos ressalto o que há de mais interessante. Muita coisa é mais alternativa e em multiculturalidades a informação é para quem se interessa por algo que vai além do óbvio e gosta de tudo junto e misturado.

As dicas sobre natureza e pôr-do-sol são para aqueles que, como eu, adoram um bom parque e um fim de tarde mágico que mostram o que há de melhor na alma de uma cidade.

Por sugestão do meu queridíssimo Rafa Borghi também está indicado nos pots o grau de conservação dos lugares que menciono com ícones nas corzinhas verde para os que estão bons, amarelo para os que estão assim assado e vermelho para os que estão perigosamente descuidados.

Por fim, para quem não tem tempo de visitar tudo, siga o avião azul.Quando aparecer 5 deles significa que o lugar vale toda a viagem e deve ficar no topo da sua lista; 4 deles são lugares que, depois dos que valem cada centavo investido, são praticamente obrigatórios; 3 deles indicam um lugar de muito interesse, mas mais específicos; 2 indicam um lugar que já pode ir para o fim da sua lista e 1 indica que, embora tenha algum interesse, aquele lugar pode ficar para uma outra ocasião.

Divirtam-se!

 

 

%d blogueiros gostam disto: