Erasmus

Quando escrevi sobre Coimbra e sua Universidade lembrei o tempo todo dos estudantes do Erasmus e achei que seria bacana falar um pouco sobre isso aqui.

O Erasmus Mundus é um programa de mobilidade estudantil que tem como objetivo recuperar o prestígio da Europa como centro acadêmico. Ele é financiado pela União Européia, que realiza convênio entre diversas universidades do mundo e concede bolsas de estudos que garantem a “mobilidade”, ou seja, viagens, estudos, custos básicos com hospedagem e alimentação.

Com esse financiamento, sugiro que os interessados se apressem…

O Erasmus promove 3 tipos de programas de aprendizado: mestrados, doutorados e intercâmbios de curta duração.

Para os 2 primeiros tipos, basta se inscrever e passar pelo processo seletivo. O período fora do país fica entre 1 e 2 anos nos casos de mestrado e de cerca de 3 anos no caso de doutorado. É bastante tempo e acho que é preciso mais do que vontade de estudar e de conhecer o mundo, é preciso algum planejamento. Vale mais a pena, por exemplo, que um casal viaje junto, cada um para fazer um curso. Os desafios são grandes tanto em matéria de pesquisa quanto em matéria de sociabilidade. Não é fácil encarar sozinho longos invernos, amigos distantes, família com 6 horas de fuso horário… juntos, um dá força ao outro, ou pelo menos é o que dizem.

Para o mestrado e doutorado é preciso já ter se graduado e também ter um projeto ou pelo menos uma idéia.

Já nos intercâmbios de curta duração, as coisas são um pouco diferentes. Na maioria das vezes é preciso fazer parte de uma instituição da rede credenciada para participar numa espécie de troca. São raros os casos em que é possível participar sem ter nada a ver com qualquer instituição, mas acontece. Entre no site, veja as possibilidades e se candidate.

Podem participar tanto mestrandos e doutorandos quanto estudantes de graduação e docentes e o período de mobilidade vai de 2 a 34 meses!

Para mais informações: site do Erasmus na UE, e no Brasil. O site do Brasil é ótimo, tem as listas de cursos e instituições e a forma de candidatura.

Além de estudar e conhecer lugares interessantíssimos, o pessoal do Erasmus conhece gente de todo mundo, pois os cursos são especialmente programados para estes estudantes, que vêm de todo lado.

Lá na MTV Portugal vi um programa que eles fizeram com os estudantes que tinham acabado de chegar. Achei engraçadíssimo. Em pleno inverno os brasileiros reclamavam do frio enquanto os nórdicos achavam que tinham chegado aos trópicos! Procurei o vídeo, mas não achei, pena.

E não é isso mesmo que a gente quer quando sai da caixa, quer dizer, de casa? Ver as diferenças, ver que nem tudo que é nosso é bom e que nem tudo que está lá fora é melhor, que quando a gente acha que já sabe tudo ainda não sabe nada???

Inspirem-se e caiam na estrada!

Shares 5

1 Resultado

  1. Bruna Barbosa disse:

    E hoje recebi um esclarecimento do pessoal do Erasmus Mundus que acho muito importante divulgar aqui: “a diferenca entre os dois programas: Erasmus (promocao da mobilidade intra-europeia, no nivel de
    graduacao e somente para estudantes europeus) do Erasmus Mundus (que vc descreveu bem).” Então é isso: para os amigos e visitantes europeus o Erasmus ainda interessa, para os demais, somente o Erasmus Mundus!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: