Comidinhas e afins em Buenos Aires

Em 2007, eu, Gabriel e mais 3 amigas fomos passar um feriado em BAS. Nenhum de nós tinha estado lá antes e por alguma razão desconhecida, e sem nenhum combinado prévio, vivemos esse feriado como se o mundo fosse acabar. E quase acabou mesmo, sob quilos e quilos de neve depois de 20 anos sem que Buenos Aires visse um único floquinho! Coisas que acontecem quando a cidade sabe que você pisou nela pra colher todos os frutos… Em resumo: foi i-nes-que-cí-vel!

Cinco anos depois, a Mari, uma das parceiras de loucurada naquela viagem, partiu de mala e cuia para Buenos Aires atrás do seu amor.  Ela e o Oscar são bons de garfo como eu e bons de panela como eu nunca serei, então voltaram com todas essas dicas mara, super insiders e cheias de delícias para gente que, como nós, já viveu muito Buenos Aires em uma única viagem! ;D

Quando nos encontramos lá, em 2013, fiquei triste ao ver que tinham fechado 2 restaurantes que conhecemos na primeira vez e com os quais eu ainda sonhava. Quase esqueci a tristeza ao seguir a dica da Mari e comer no San Juanino. Voltaria só para comer mais! Se eu fosse você seguia também as outras dicas!

Buenos Aires pela Mari

Argentina Buenos Aires

Lááá na terra do Gardel!

Depois de muito esperar por fazer este post, finalmente tomei coragem para compartilhar minha experiência portenha com os leitores do Expressinha. Foram 6 meses vivendo na cidade de Buenos Aires e outros 18 entre idas e vindas para visitar o maridón, que lá permaneceu por 2 anos.

Bom, para iniciar, queria dizer que Buenos Aires tem muito mais a oferecer que restaurantes em Porto Madero e compras na Rua Florida. Para dizer a verdade, durante todo o tempo em que vivemos lá, não fomos a qualquer restaurante de Porto Madero e também não fizemos compras na Florida. Procuramos ao máximo explorar a cidade como locais, o que incluiu viver em um bairro mais afastado do centro (Nuñez) e comer helado toda a semana!!!

Então aqui vão algumas dicas do que experimentamos e gostamos dessa linda cidade:

BICI

Buenos Aires tem uma rede de ciclovias mais antiga que à de São Paulo e de certa maneira me parece que também mais respeitada por motoristas. O que nós mais gostávamos de fazer nos finais de semana era pegar nossas bikes e sair para pedalar.

É incrível como se tem outra perspectiva da cidade quando a exploramos através de uma bicicleta: não apenas os cenários são distintos daqueles observados através da janela do táxi, mas também os sons, cheiros, dentre outras sensações. Na bicicleta tinha a impressão de que estava mais conectada à cidade e com o tempo nos sentimos completamente integrados a ela.

Para você que curte pedalar, pode obter mais informações sobre as ciclovias aquiAluguéis de bike podem ser feitos em diversos locais, tal como o “La bicicleta Naranja”. Recomendo também se informar no hotel.

Um passeio interessante é andar de bike em Vicente López, na frente do Rio da Prata – que poderia se chamar Mar da Prata de tão extenso:

Argentina Buenos Aires

Vicente Lopeza de Bici! Olha a paz desse rolê!

Tenés hambre?

Coisa que me impressionou durante minha estadia na CABA foi que, mesmo em crise (os hermanos estavam em uma má fase durante o ano de 2014) os restaurantes estavam sempre lotados de locais! Pois então não passe fome não! Em Buenos Aires há ótimos restaurantes como estes :

Massa:

Gosta de massa? Em razão da grande quantidade de imigrantes italianos que chegaram na região no começo do século passado, Buenos Aires oferece pratos de massa, quase ou tão bom como na Itália.

Dentre diversas opções, adorávamos o  Il Ballo Mattone, em especial o da sucursal Gorriti 5737.

Outro muito bom e um pouco mais arrumadinho é o Il Matarello. Esse restaurante tem umas massas recheadas bem diferentes e preços justos.

Outra opção é o Salgado, localizado no bairro de outlets de Buenos Aires (a Villa Crespo). Trata-se de um restaurante feio, tipo boteco, super familiar, mas que serve uma massa espetacular! Não deixe de provar a chocotorta, sobremesa típica das crianças portenhas.

Argentina Buenos Aires

Hummmmmm

Carne:

Um lugar ótimo para comer carne é o Don Julio. Esse restaurante bem conceituado tem uma excelente carta de vinhos. Está localizado em Palermo.

Outro lugar muito bom é o La Brigada em San Telmo. Esse restaurante é bem mais turístico que o Don Julio, mas vale a visita. Segundo meu marido, a melhor carne que já comeu na Argentina.

Lembre-se do ponto da carne argentina. Mal passada é quase crua, ao ponto é bem mal passada e o “nosso” bem passada é queimada e portanto não existe para os portenhos.

Comida Vegetariana:

Mas se você dispensa um bife sangrando e também não é super fã de massas, pode experimentar um restaurante vegetariano delicia chamado ArtemisiaModerninho e vende os pães que servem no couvert.

Argentina Buenos Aires

Outra coisa muito típica…

Restaurante barato e típico Porteño:

Um restaurante típico porteño, barato, farto e com várias promoções no estilo “ganhe o vinho ou a sobremesa” é o La Farola. Se a grana estiver curta e o nível de exigência não for muito alto eu recomendo. Há em vários locais, mas íamos mais no La Farola da Avenida Cabildo.

Lá você pode pedir uma milanesa con papa frita porque este é o típico prato feito argentino.

Se estiver mesmo topando a milanesa, vá ao El Club de La Milanesa, que oferece uma infinidade desta iguaria.

Nestes locais de puros hermanos experimente outra sobremesa típica: o flan con dulce de leche, que é o nosso querido pudim.

Bairro Chino:

Se nunca foi ao bairro Chino de Buenos Aires, recomendo a visita. Ele se assemelha ao bairro paulistano da Liberdade, mas é um pouco menor. Se estiver por ai e bater a fome, recomendamos o Todos Contentos, você vai sair feliz.

Cerveja:

Se estiver a fim de tomar uma boa cerveja, bem longe da Quilmes, vá a Cervejaria Antares e experimente a cerveja de mel ou outra que te interessar no cardápio.

Esta cervejaria está localizada nos bairros de San Telmo e Palermo, mas também vende seus produtos em bons supermercados.

PS da Bruna: eu também sugiro a Buller Pub &Brewery, na Recoleta. Já nos serviu de quintal e recreação numa visita à cidade em que ficamos no hotel coladinho com eles!

Argentina Buenos Aires

O shot de experimentação da Buller!

Pizza:

Se você não pode passar alguns dias sem pizza, recomendaria o La Guitarrita. Essa pizzaria é bem típica e lá provavelmente não encontrará turistas. A pizza é boa, mas o interessante é a decoração repleta de quadros com fotos de jogos e de times de futebol, herança de seus fundadores que são ex jogadores.

E qual sabor pedir? Bem a pizza clássica em toda a cidade é a de cebola e muçarela. Recomendada!

Empanadas:

Mais interessantes do que a pizza são as empanadas portenhas. Algumas pizzarias, como a La Guitarrita, vendem também empanadas, mas se puder vá ao San Juanino na Recoleta. Além do passeio no bairro considerado um dos mais chiques de Buenos Aires, com suas lojas europeias e o cemitério onde Evita foi sepultada (para quem curte), as empanadas realmente valem a pena!

Cafés:

Eita cidade que tem café! E na qual a coisa é levada a sério! Ah no chá da tarde não podem faltar as medialunas.

O Oui Oui  pode ser uma boa opção inclusive para brunchs.

Após gastar boas calorias no pedal, você pode repô-las sem culpa no Café de Paris.

Sorveterias:

Olha sorvete argentino é coisa de profissional! Tão bom que sempre tinha em casa!

Pedíamos toda semana na sorveteria Daniel, com endereço em vários bairros residenciais da CABA.  Mas se estiver pelos locais mais movimentados, experimente a Chungo  ou Persicco.

QUE MÁS HACER?

Esta página oficial dá dicas de atividades durante o mês da visita!

O que for imperdível, pode ser encontrado aqui.

Dentre todos, adorávamos passear pelos parques de Palermo, em especial pelo Rosedal! O jardim japonês vale a visita que pode ser emendada com uma refeição no restaurante.

Mas se estiver afim de feirinhas, sugiro ir à de San Telmo, nos domingos de manhã. Fica lotada de gente, com várias lojas bacanas, inclusive de decoração, para torrar uns pesos.

Quanto a espetáculos, o maridón assistiu ao “La Bomba de Tiempo”. Na época só às segundas, mas é bom conferir a programação. Trata-se de um espetáculo de percussão.

Abraços e boa viagem!

A turma animadérrima em 2007, fazendo a última refeição sob a neve no Rosália, um dos maravilhosos restaurantes de San Telmo que infelizmente fechou!

A turma animadérrima em 2007, fazendo a última deliciosa refeição sob a neve no Rosália, um dos mais bonitos e gostosos restaurantes de San Telmo, que infelizmente fechou.

 

2 Resultados

  1. Bruna Barbosa disse:

    Saudades de vcs também, Mari! Venham nos encontrar!

  2. Mariana disse:

    Que saudades de vcs e de la CABA!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: