City Tour em Cusco

O City Tour em Cusco é, entre as várias opções de passeio na cidade, um dos mais legais. Aqui nesse post vou contar quais lugares são visitados nesse City Tour e como contratar um bom guia particular, que não é caro e vai elevar muito a sua experiência na cidade.

Também são bastante comuns os tours pelo Vale Sagrado, além, claro, da ida para Macchu Picchu e, para os mais interessados, um pulo em Puno.

Qualquer um desses passeios é muito fácil de contratar tanto pela internet, quanto lá em Cusco e estão inclusos na maioria dos pacotes.

Eu também já contei aqui as várias opções de roteiros à pé, passando por bairros charmosos, igrejas, mercados e vários museus interessantes.

Então vamos lá!

Peru Cusco Tambomachay

Caminhando pelos arredores da linda cidade!

Como fazer o City Tour em Cusco com Guia Particular

Depois de ler o Sunday Cooks inteiro, nós optamos por contratar um guia particular para todos os nossos passeios em Cusco e, depois de falar com um e com outro, optei pelo José Miguel, da Peru Hamuy (peruhamuytravel@gmail.com ou +51 984400592).

Custou 125 dólares por pessoa (em 2015), pagos em dinheiro no último dia, com os seguintes serviços inclusos: traslado de/para o aeroporto, de/para a estação de trem para Macchu Picchu e de/para a estação de ônibus para Puno; o City Tour em Cusco; um dia de passeio pelo Vale Sagrado e guia para um dia em Macchu Picchu. Tudo com guia e carro particular.

Está certo, esbanjamos. Mas se você fizer as contas, vai ver que não foi muito mais caro do que contratar tudo isso em passeios em grupo e, sem a menor sombra de dúvida e sem nem falar no conforto, ter os guias falando só conosco e andando no nosso tempo, valeu cada centavo (verdade que o dólar não estava tão caro também).

Neste post vou contar como foi o City Tour em Cusco para você se programar, e no próximo post, o passeio pelo Vale Sagrado.

Peru Cusco City Tour Saqsayhuaman

Saqsayhuaman, um lugar fodástico para todas as idades!

Peru Cusco Saqsayhuman

Saqsayhuman

Lugares Visitados pelo City Tour em Cusco

Aproveitamos a tarde e a noite de chegada para adaptação à altitude, descobrir os arredores do nosso hotel (o Los Portales, ótimo, super recomendo) e descansar. Nesse dia nosso guia José Miguel passou no hotel para nos conhecer, mostrar sua simpatia e deixar tudo combinado para os próximos dias.

Na manhã seguinte, por volta das 10h30, José Miguel nos pegou e nos levou para o City Tour, que passou por: Saqsayhuaman, Qenqo, Pukapukara, Tambomachay e Koricancha. O horário é escolhido cuidadosamente pelo José Miguel para fugir dos City Tours dos grupos, que em geral começam às 14hs. Assim, nossas visitas foram feitas sem multidões de turistas e quando eles estavam começando, já estávamos a caminho do hotel. Vantagens do tour particular.

De todos os lugares dessa sopa de letrinhas, Saqsayhuaman é o mais incrivelmente fodástico e ter um guia contando a história completa do lugar e dos quechuas, com visível orgulho e na maior tranquilidade, foi sensacional. Eu gostaria de ter passado mais tempo lá, mas como já contei aqui, é super possível ir até lá sozinho à pé ou de táxi (não pague mais de 10 soles, é muito perto do centro) e ficar quanto tempo quiser.

Os seguintes são sítios arqueológicos na mesma estrada de Saqsayhuaman, cheios de história mas menos impactantes. Koricancha foi nossa última parada, já que fica já no centro de Cusco. É outra parada mega interessante. Não deixe de pegar explicação completa. Alguns tours incluem a catedral, mas quando estivemos lá estava fechada.

Na volta de Tambomachay para Koricancha, o José Miguel nos levou para almoçar num restaurante na beira da estrada. Achamos que seria a maior roubada, porque era todo arrumado com menu pronto e bandinha peruana, mas além da vista maravilhosa, a comida estava sensacional e o preço foi bem justo. É uma pena que não me recordo o nome.

Peru Cusco Puma Saqsayhuaman

Consegue ver a patinha?

Boleto turístico de Cusco

Para entrar nas atrações você precisa comprar o Boleto Turístico, que custou 130 soles (em 2015) com direito a entrar em 16 atrações. Nós compramos na portaria de Saqsayhuaman, seguindo o guia, mas ouvimos dizer que o ideal é comprar com antecedência, pois nem todas atrações tem vendas na portaria.

Alguns lugares incluídos no Boleto não visitamos por falta de interesse, mas quase todos que visitamos estavam incluídos no Boleto. Para as Salinas de Maras, o Museu Inka e Koricancha pagamos a entrada separadamente (o primeiro porque é particular, o último porque é gerido pelos dominicanos e o Museu eu não sei porque, mas achei justo pagar). Deu mais 30 soles por pessoa (em 2015)

Dê uma olhada nesse post super completo sobre o tema, também do Sunday Cooks.

Peru Cusco Qoricancha

Qoricancha visto de cima

Opção Lobo Solitário para City Tour em Cusco

Vimos alguns viajantes mais empolgados indo de táxi, ônibus ou a pé até Tambomachay e voltando a pé, passando pelos sítios arqueológicos.

Acho super possível, desde que você tenha o boleto turístico e já esteja na cidade há pelo menos 2 dias. Sério, por melhor que você reaja à altitude bate um cansaço fenomenal no meio do caminho. Algumas das atrações tem pequenas subidas que deixam arfando como se tivesse acabado de correr 12kms.

Claro, você tem seu tempo, vai devagar, mas convém pensar nessa questão física e de saúde. Tente sair bem cedo, levar bastante água, alguma comida e, se possível, um saquinho de folha de coca. Mastigue e engula, não é tão ruim e faz um bem danado.

Além disso, tem o clima. Dependendo da época do ano, você vai pegar muito calor, muito frio ou muita chuva. Em junho, saíamos no maior frio, de repente estava 30 graus e bastava uma nuvem para você se encapuzar de novo. Osso!

Peru Cusco Saqsayhuman

Saqsayhuaman

Valeu a pena contratar guia particular para o City Tour em Cusco?

Na minha opinião, valeu MUITO.

O José Miguel foi incrível. Tranquilo, paciente, educado e, principalmente, tinha muita bagagem e nos deu aula atrás de aula.

Ele tem uma equipe, não apenas de motoristas, mas de guias. Conhecemos alguns deles pelo caminho e em outros passeios. Todos com as mesmas qualidades, pode ir sem medo.

Também achei que valeu a pena pelo conforto. Eu particularmente fiquei muito cansada nesse passeio tanto pelo pouco esforço físico quanto pelo calor e era o céu entrar no carro com ar condicionado e ficar de boa, sem nada com que me preocupar.

Mas a escolha é do freguês!

Curtiu o post? Então compartilha!

http://expressinha.com/me-xama-que-eu-vou-de-novo/

E veja abaixo todos os outros posts sobre o Peru, temos várias dicas imperdíveis!

Roteiro para o Peru

Começando por Cusco

À pé por Cusco

Tour pelo Vale Sagrado em Cusco

Onde Comer e Beber em Cusco

Machu Picchu: quanto custa viajar para lá?

Machu Picchu: Gratidão!

Machu Picchu em 2 dias: lá em cima

Machu Picchu em 2 dias: lá embaixo

Me Xamã que eu vou de novo

Um lago chamado Titicaca: 2 dias para Puno

Navegando no Titicaca: 2 dias em Puno

Um dia em Nazca: Investigando por terra e ar os mistérios do deserto

People from Peru

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Bruna Barbosa disse:

    Oi Aline! Sim, foi isso mesmo. No total ficamos 3 dias em Cusco (1 com guia e 2 livres), 1 no Valle Sagrado (com guia) e 2 em Macchu Picchu (1 com guia e 1 livre em que subimos Wayna Picchu).
    Um beijo,
    Bruna

  2. Aline Albertini disse:

    Oii!
    Então vocês contrataram o guia particular para 3 dias? 1 em custo, 1 no valle sagrado e 1 em Machu Picchu, é isso?
    Você ficou quantos dias?
    Obrigada.

  1. dezembro 9, 2015

    […] contei no post anterior como foi o nosso City Tour em Cusco, e, antes, o que você pode fazer à pé pela cidade. Na verdade já te dei o roteiro inteiro para […]

  2. Fevereiro 16, 2016

    […] José Miguel, nosso guia particular (já contei aqui),  nos levou/buscou de todas as estações e aeroporto, inclusive essa, mas saiba que do Centro a […]

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: